sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Como escolher a melhor pilha recarregável?

Nesta postagem darei algumas informações úteis para quem estiver à procura de pilhas recarregáveis, fruto de pesquisas e conhecimento adquirido ao longo do tempo.

Tecnologias

Existem basicamente duas tecnologias principais para a produção de pilhas recarregáveis: Níquel Cádmio (NiCd) e Níquel Metal Hidreto (NiMH).

A pilhas de NiCd utilizam uma tecnologia mais antiga e sofrem de um problema chamado "efeito memória", o qual, com o tempo, impede que as baterias sejam carregadas em toda a sua capacidade.

Já as pilhas de NiMH não sofrem desse efeito e são menos pulentes e superiores às de NiCd em virtualmente todos os aspectos. Adicionalmente, existem versões especiais das pilhas de de NiMH ainda mais eficientes, como é o caso das Low Self-Discharge (LSD), que em português quer dizer aproximadamente "baixa auto-descarga".

Portanto, a escolha certa é a tecnologia NiMH, de preferência as com baixa auto-descarga.

Duração

A duração de uma pilha recarregável, assim como de qualquer pilha, depende da sua capacidade, que é media em miliampéres por hora (mAh). Se tiver uma pilha de 2000 mAh alimentando um equipamento que consome 200 mAh, a duração estimada da pilha será de dez horas, dependendo também de outros fatores.

Formatos

Cada aparelho utiliza um formato específico de pilha. Os mais comuns são o AA (pequena) e o AAA (palito), entre outros, definidos pelo American National Standards Institute (ANSI, "Instituto Nacional Americano de Padrões"). Antes de comprar as pilhas ou o carregador, verifique qual o formato aceito pelo seu equipamento.

Conclusão

Pilhas recarregáveis são muito práticas para quem dispõe de aparelhos portáteis, especialmente para aqueles que usam mouse ou teclado sem fio e não querem ter que adquirir um pacote de pilhas a cada poucos dias.

Tem alguma sugestão ou informação a acrescentar? Não deixe de escrever um comentário!

Referências

Nenhum comentário:
Postar um comentário

Sua opinião é bem-vinda!